2015/ 2016

17:58

Todo ano ou eu faço um texto para terminar um ano, ou um para iniciar o ano seguinte, em 2016 eu demorei demais para fazer isso, já estamos no 14º dia do ano e eu ainda estava aqui mudo,pensativo... Matutando o que eu queria dizer para vocês.
No ano que faleceu, apesar de o Brasil ter passado por um momento de crise; eu não sofri muito, diria até que fui abençoado! Comecei a trabalhar com língua portuguesa, publiquei um artigo, conheci pessoas bem legais, comecei a colecionar discos... Enfim, num todo foi um ano muito bom. Lógico, eu tinha planos que não saíram do papel, onde eu tive que mudar as estratégias e alguns eu tive que abortar. Fiquei tão frustrado que de novembro pra cá não postei nada no blog e não o deixei visível para a o público.
No entanto, nem de frustrações viverá o homem! Fiz um paralelo do que eu alcancei e o que não alcancei em 2015. E as coisas inalcançadas eram mínimas, importantes, mas mínimas! Daí, fui ranquear o que eu poderia deixar para 2016 e o que eu poderia desistir, abortar.
Meu blog volta à ativa hoje e ainda em janeiro começar a lançar playlists musicais, e resenhas em vídeo de livros que li no YouTube – ressaltando que antes só usava esse canal para postar shows que ia e gravava alguma coisa. Prometo também fazer um post por semana no blog; seja um escrito, divulgação de material de amigos, eventos ou até músicas.
“69 POEMAS PÓSTUMOS A VOCÊ” deve sair em breve, comecei a fazer a revisão do material em janeiro de 2015 e acabei abandonando o trabalho e até pensei em desistir, mas ele tão fofo que não poderia ficar perdido no HD do meu computador... Preciso concretizá-lo!
Sobre esse simples layout do blog: eu tava enjoado daquele monte de informação de merda toda vez que eu visualizava a página, então resolvi voltar para uma versão mais simples. Foda que muitas de minhas publicações passadas ficaram desconfiguradas, mas aos pouco eu irei consertando.
A vadia literária voltou...



Ps.: AAAAAH, gente! E o David Bowie que faleceu? Prefiro acreditar que ele foi para outro planeta, melhor que esse e sem crises...

You Might Also Like

0 comentários

Sigam-me!

Postagens populares

Total de visualizações de página