Luto

21:55



Fugiram-me as palavras. Eu lembro que quando tinha doze anos de idade, fiquei doente. Você e Carlos Vitor ficavam casa de Rosane pela manhã e meus pais trabalhavam. E enquanto a vizinhança inteira me chamava de doido, eu passava as minhas manhãs com você. Tinha pouco tempo que eu tinha perdido a minha avó, estava entrando em depressão e tinha síndrome do pânico. Mas, naquele ano as minha melhores manhãs foram com você! A gente cutucava os nossos celulares, você cozinhava, arrumava a casa, me contava os seus casos, eu falava as minhas bobagens e você me compreendia... Aquele ano passou e eu melhorei. O mundo mudou, eu cresci, você amadureceu. Nossas vidas tomaram outro rumo. E nos distanciamos, quase não via mais Carlos Vitor. Contudo, você tinha mudado de casa, estruturado a sua vida, tinha casado. Eu tinha arrumado um emprego, estudava e estava ''virando gente''. Aconteceu por osmose mesmo. Todavia, carinho, admiração e respeito sempre estiveram presentes em ambas as partes. Foi um baque saber da sua enfermidade, porém, eu estava aqui torcendo por você e procurando por notícias. Hoje, eu estava feliz num bar bebendo com meus amigos e então recebi uma mensagem da minha mãe: "Patrícia morreu." Meu coração apertou, chorei e minha noite acabou. Voltei pra casa, lembrando que eu, você e Franciane chamávamos aquelas meninas assanhadas de prititi - maneira que se chama as galinhas na roça no momento de alimentá-las. Lembrei também que eu e Elanne aborrecíamos você, a chamando de Tia Pigg. Ain, não posso esquecer de quando a gente ia à praia! Você era/é muito legal e se fez muito importante na minha vida. Fazia muito tempo que eu não sentia essa dor inexplicável. Que Deus lhe receba, que a Mãe nos conforte e que tudo que aconteceu nesses últimos meses nos sirva para evolução. Eu não vou lembrar de você com um sentimento triste, entretanto, lembrarei das nossas comédias para toda uma eternidade. Patricia, você caminhará viva em nossos corações para sempre. Amo-te.




PS.: Quando recebi a notícia, saí de onde estava e escrevi essa "carta". Nem a reli, mas foi uma coisa tão espontânea que achei desnecessário alterar algo ou fazer grandes correções.


Bj, R.

You Might Also Like

0 comentários

Sigam-me!

Postagens populares

Total de visualizações de página